APLICATIVOS!

Baixe o seu.

Doações: 1001197-3 Ag:0607 Conta Poupança Bradesco

CAMPANHA: MONGES NA JMJ 2016 - Conte com nossas orações!

(85) 3276 2018

CASAMENTOS, BATIZADOS E MUITO MAIS. COMEMORE A VIDA AQUI!

sexta-feira, 30 de maio de 2014

CASA DE RETIRO E LAZER São BENTO - CASA DE PRAIA


Aluga-se casa de Praia para RETIRO E LAZER:


CASA SÃO BENTO



PRAIA DO PRESÍDIO - AQUIRAZ - CE


(Foto ilustrativa)




TIPO DO IMÓVEL:    CASA DE PRAIA  MOBILIADA                                                  
CIDADE:  FORTALEZA                                                                 ESTADO: CE
VALOR: 200/Diária                                    PERÍODO DISPONÍVEL: 30 Dias
QUANT. QUARTOS:  3                                                       QUANT. PESSOAS: 9*


Venha desfrutar de uma das mais bela praia do nosso estado. A nossa casa fica bem localizada e é de fácil acesso para você ir com segurança  relaxar e se divertir numa das mais belas praias do litoral cearense. Ela é circundada de alpendre amplo onde é possível armar sua rede e rezar e relaxar. Temos também uma boa sala para você se acomodar e assistir sua TV. Lembramos que temos disponível 3 Quartos e 2 Banheiros.  Também tem portão para entrada de carros, cabendo até 3 carros ou mais.  A quantidade de pessoas pode ser até mais que 9 pois os quartos são amplos e arejados.  Sejam bem vindos!


Praias vizinhas:

Prainha
Praia do Iguape
Praia do Barro Preto

Restaurantes aberto ao público:
Hotel Donana
Hotel Jangadeiro

COMO CHEGAR?




DISTÂNCIA DA PRAIA - (Mais ou menos 150 metros):

CONTATO:  (85) 98400769                                                     EMAIL:  domgabrielosb@gmail.com                 
TELEFONE(OPCIONAL):(85) 32762018 (falar com Dom Gabriel)

Foto da casa São Bento.



sábado, 22 de fevereiro de 2014

Festa da Cátedra de São Pedro

Ut In Omnibus Glorificetur Deus



É com alegria que hoje nós queremos conhecer um pouco mais a riqueza do significado da cátedra, do assento, da cadeira de São Pedro que se encontra na Itália, no Vaticano, na Basílica de São Pedro. Embora a Sé Episcopal seja na Basílica de São João de Latrão, a catedral de todas as catedrais, a cátedra com toda a sua riqueza, todo seu simbolismo se encontra na Basílica de São Pedro.
Fundamenta-se na Sagrada Escritura a autoridade do nosso Papa: encontramos no Evangelho de São Mateus no capítulo 6, essa pergunta que Jesus fez aos apóstolos e continua a fazer a cada um de nós: “E vós, quem dizei que eu sou?” São Pedro,0 em nome dos apóstolos, pode assim afirmar: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Jesus então lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi nem a carne, nem o sangue que te revelou isso, mas meu Pai que está no céus, e eu te declaro: Tu és Pedro e sobre essa pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; eu te darei a chave dos céus tudo que será ligado na terra serás ligado no céu e tudo que desligares na terra, serás desligado nos céus”.
Logo, o fundador e o fundamento, Nosso Senhor Jesus Cristo, o Crucificado que ressuscitou, a Verdade encarnada, foi Ele quem escolheu São Pedro para ser o primeiro Papa da Igreja e o capacitou pelo Espírito Santo com o carisma chamado da infalibilidade. Esse carisma bebe da realidade da própria Igreja porque a Igreja é infalível, uma vez que a alma da Igreja é o Espírito Santo, Espírito da verdade.
Enfim, em matéria de fé e de moral a Igreja é infalível e o Papa portando esse carisma da infalibilidade ensina a verdade fundamentada na Sagrada Escritura, na Sagrada Tradição e a serviço como Pastor e Mestre.
De fato, o Papa está a serviço da Verdade, por isso, ao venerarmos e reconhecermos o valor da Cátedra de São Pedro, nós temos que olhar para esses fundamentos todos. Não é autoritarismo, é autoridade que vem do Alto, é referência no mundo onde o relativismo está crescendo, onde muitos não sabem mais onde está a Verdade.
Nós olhamos para Cristo, para a Sagrada Escritura, para São Pedro, para este Pastor e Mestre universal da Igreja, então temos a segurança que Deus quer nos dar para alcançarmos a Salvação e espalharmos a Salvação.
Essa vocação é do Papa, dos Bispos, dos Presbíteros, mas também de todo cristão.

São Pedro
fonte: http://santo.cancaonova.com/santo/festa-da-catedra-de-sao-pedro/

, rogai por nós!

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

São Metódio e São Cirilo

São Metódio e São Cirilo


Metódio e Cirilo nasceram na Macedônia e foram irmãos unidos pelo sangue, pela fé, pela vocação apostólica. Metódio nasceu em 815 e Cirilo em 826. Metódio, ainda jovem, foi nomeado governador da província da Macedônia Inferior, onde estavam estabelecidos os eslavos. Cirilo, também ainda jovem, foi levado a estudar em Constantinopla, capital do então Império Bizantino, onde se formou. Mais tarde, lecionou filosofia e foi diplomata junto aos árabes.

Com trinta e oito anos, Metódio abandonou a carreira política e se tornou monge no mosteiro de Bósforo. Poucos anos depois seu irmão Cirilo também entrou para a vida monástica. A missão apostólica dos dois irmãos começou em 861, quando foram enviados numa missão de conversão dos povos eslavos.

São Cirilo criou um novo alfabeto eslavo e traduziu a Bíblia, a Missa, os rituais e ensinamentos cristãos. Assim o povo podia rezar, cantar e ler tudo em sua própria língua.

Na época, os textos sagrados só existiam em grego ou latim, não podiam ser traduzidos. A iniciativa dos monges Cirilo e Métódia gerou conflito com outros monges. Muitos religiosos ficaram contra o trabalho de Metódio e Cirilo. Os dois foram então chamados a Roma, onde conseguiram o apoio do Papa Adriano II, que abençoou pessoalmente os livros litúrgicos escritos em língua eslava.

Cirilo seria ordenado bispo, mas na viagem de volta de Roma acabou falecendo. O ano era 896 e Cirilo tinha apenas 42 anos de idade. Foi sepultado a 14 de fevereiro na Igreja de São Clemente, perto do Coliseu.

Metódio voltou para a missão e foi nomeado arcebispo de Panônia, com sede em Sirmio. Numa segunda viagem a Roma, em 885, acabou morrendo.

Ambos foram proclamados patronos da Europa, ao lado de São Bento, pelo Papa João Paulo II em 1980.

Reflexão:

São Cirilo e Métodio nos mostram que o projeto de evangelização precisa de pessoas ousadas e criativas. O desejo de levar a mensagem de Jesus aos povos eslavos fez com que estes dois irmãos enfrentassem árduos desafios. Felizmente a ousadia deles gerou frutos para o bem da Igreja. Que o mesmo ardor missionário que alimentou a fé destes dois santos desperte nossa criatividade missionária para o bem do ser humano.

Oração

Deus Pai de bondade, iluminados pelo ideal missionário de São Cirilo e Metódio, sejamos também nós revestidos com a graça de levar aos homens e mulheres mais abandonados a mensagem de amor que brota do evangelho. Tudo isso Vos pedimos por Cristo, nosso Senhor. Amém
Colaboração: Padre Evaldo César de Souza, CSsR
 








Ut In Omnibus Glorificetur Deus

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Missas (Deixe sua doação)

Missas



A oferta ou esmola para a celebração de missas, de modo algum significa "COMPRAR MISSA." O preço que Jesus Cristo pagou sacrificando-se por nós, é infinito. "Ele foi imolado e com o seu sangue adquiriu para Deus, homens de toda tribo, língua, povo e nação" (Ap 5, 9). Ao celebrar a Sagrada Eucaristia, o Sacerdote, na "In persona Christi" na pessoa de Cristo, o atualiza por meio da celebração litúrgica seu único Sacrifício Redentor.


FOTOMisas
  • missa comum está destinada uma única Missa para qualquer intenção(seja por uma dificuldade pessoal, um membro da família ou pessoa próxima, ou por um extinto)
  • Nona está segurando nove Missas (Durante nove dias) em uma fileira para a intenção que você deseja.
  • trinta (trinta gregoriano) está destinada 30 missas (por 30 dias) em uma fila, para um único falecido.

domingo, 26 de janeiro de 2014

ACOLITADO

Ut In Omnibus Glorificetur Deus


COMUNICADO - DEVIDO OS COMPROMISSOS DA AGENDA DO SR. EXMO E REVMO SR. ARCEBISPO DE FORTALEZA, O ACOLITADO DO NOSSO IR DOM GABRIEL (ESTE QUE VOS ESCREVE) FOI ALTERADO PARA A DATA 02 DE MARÇO DE 2014 ÀS 10H NA CAPELA DO MOSTEIRO DE SÃO BENTO DE FORTALEZA. Pedimos vossas orações!

O QUE É O ACOLITADO?
Conforme o: P O N T I F I C A L R O M A N O
REFORMADO POR DECRETO DO CONCÍLIO 
E C U M É N I C O VAT I C A N O I I , P R O M U L G A D O 
POR AUTORIDADE DE S. S. O PAPA PAULO VI





VI. O Acólito é instituído para ajudar o Diácono e para servir o
Sacerdote. É sua função, portanto, cuidar do serviço do altar; auxiliar o
Diácono e o Sacerdote nas acções litúrgicas, sobretudo na celebração da
Missa; distribuir, como ministro extraordinário, a Sagrada Comunhão,
todas as vezes que os ministros de que se trata no cân. 845 do Código
de Direito Canónico faltarem ou não o puderem fazer, por motivo
de doença, de idade avançada ou do ministério pastoral, ou todas as
vezes que o número dos fiéis que se aproximam da Sagrada Mesa
for tão elevado, que possa vir a ocasionar uma demora excessiva da
celebração da Missa. Pode ainda ser-lhe mandado, em circunstâncias
extraordinárias, que exponha publicamente o Santíssimo Sacramento à
adoração dos fiéis, e depois o reponha; não pode, porém, dar a bênção
7 Cf. Conc. Vat. II, Const. sobre a sagrada Liturgia Sacrosanctum Concilium, n. 24; Const. Dei
Verbum, n. 25. MINISTERIA QUAEDAM 19
ao povo. Na medida em que for necessário, poderá também cuidar da
instrução de outros fiéis que, por um encargo temporário, devam ajudar
o sacerdote ou o diácono nas acções litúrgicas, levando o missal, a cruz,
as velas, etc., ou exercendo outras funções deste género. Desempenhará
mais dignamente estes ofícios, se participar na Santíssima Eucaristia,
cada vez com uma piedade mais ardente, alimentando-se dela e
procurando alcançar um conhecimento da mesma sempre mais
profundo.

Destinado de modo particular para o serviço do altar, o Acólito há-de procurar conhecer o que diz respeito ao culto divino e compreender o seu significado íntimo e espiritual, de modo que, em cada dia, se ofereça a si próprio totalmente a Deus e, por sua atitude grave e respeitosa, seja para todos exemplo no templo sagrado, amando sinceramente o corpo místico de Cristo ou povo de Deus, sobretudo os fracos e os doentes.