APLICATIVOS!

Baixe o seu.

Doações: 1001197-3 Ag:0607 Conta Poupança Bradesco

CAMPANHA: MONGES NA JMJ 2016 - Conte com nossas orações!

(85) 3276 2018

CASAMENTOS, BATIZADOS E MUITO MAIS. COMEMORE A VIDA AQUI!

domingo, 26 de janeiro de 2014

ACOLITADO

Ut In Omnibus Glorificetur Deus


COMUNICADO - DEVIDO OS COMPROMISSOS DA AGENDA DO SR. EXMO E REVMO SR. ARCEBISPO DE FORTALEZA, O ACOLITADO DO NOSSO IR DOM GABRIEL (ESTE QUE VOS ESCREVE) FOI ALTERADO PARA A DATA 02 DE MARÇO DE 2014 ÀS 10H NA CAPELA DO MOSTEIRO DE SÃO BENTO DE FORTALEZA. Pedimos vossas orações!

O QUE É O ACOLITADO?
Conforme o: P O N T I F I C A L R O M A N O
REFORMADO POR DECRETO DO CONCÍLIO 
E C U M É N I C O VAT I C A N O I I , P R O M U L G A D O 
POR AUTORIDADE DE S. S. O PAPA PAULO VI





VI. O Acólito é instituído para ajudar o Diácono e para servir o
Sacerdote. É sua função, portanto, cuidar do serviço do altar; auxiliar o
Diácono e o Sacerdote nas acções litúrgicas, sobretudo na celebração da
Missa; distribuir, como ministro extraordinário, a Sagrada Comunhão,
todas as vezes que os ministros de que se trata no cân. 845 do Código
de Direito Canónico faltarem ou não o puderem fazer, por motivo
de doença, de idade avançada ou do ministério pastoral, ou todas as
vezes que o número dos fiéis que se aproximam da Sagrada Mesa
for tão elevado, que possa vir a ocasionar uma demora excessiva da
celebração da Missa. Pode ainda ser-lhe mandado, em circunstâncias
extraordinárias, que exponha publicamente o Santíssimo Sacramento à
adoração dos fiéis, e depois o reponha; não pode, porém, dar a bênção
7 Cf. Conc. Vat. II, Const. sobre a sagrada Liturgia Sacrosanctum Concilium, n. 24; Const. Dei
Verbum, n. 25. MINISTERIA QUAEDAM 19
ao povo. Na medida em que for necessário, poderá também cuidar da
instrução de outros fiéis que, por um encargo temporário, devam ajudar
o sacerdote ou o diácono nas acções litúrgicas, levando o missal, a cruz,
as velas, etc., ou exercendo outras funções deste género. Desempenhará
mais dignamente estes ofícios, se participar na Santíssima Eucaristia,
cada vez com uma piedade mais ardente, alimentando-se dela e
procurando alcançar um conhecimento da mesma sempre mais
profundo.

Destinado de modo particular para o serviço do altar, o Acólito há-de procurar conhecer o que diz respeito ao culto divino e compreender o seu significado íntimo e espiritual, de modo que, em cada dia, se ofereça a si próprio totalmente a Deus e, por sua atitude grave e respeitosa, seja para todos exemplo no templo sagrado, amando sinceramente o corpo místico de Cristo ou povo de Deus, sobretudo os fracos e os doentes.